As Filhas de Maria Cap. 4

Você vai se emocionar com o desenrolar dessa história:

Maria: Aconteceu. Eu estou grávida e dessa vez vai vingar!
João: Você fez o teste de Farmácia?
Maria: Sim, mas deu negativo. Mas eu tenho certeza que sim.
João: Não estamos tão pobres que você não possa repetir o teste. É tão barato.
Maria: Deu positivo dessa vez.
João: Vamos ao médico para não ocorrer o risco de dúvida.
Médico: Meus parabéns, pais. Vocês estão grávidos.
João: Eu vou ser pai!!
Maria: Eu prometo que sim.
Mariana: Pelo tamanho da barriga essa criança vai ser grande.
Maria: Vai ser um garotão.
João: Ou duas garotas.
Mariana: Quem dera ser gêmeos. Nossa família não tem nenhum caso.
Maria: Mainha, ele sempre disse isso.
Mariana: Logo saberemos está chegando hora.
Maria: Seja o que for foi Nossa Senhora de Aparecida que preprou, será amado.
Ambos: Amém.
João: Chegou a hora. Finalmente vai se confirmar a minha suspeita.
Maria: Ninguém acertou são três meninas.
João: Mas eu cheguei mais perto, dizia gêmeos.
Maria: Agora na hora de registrar não se esqueça, Maria Vitória, é a primeira, Maria de Fátima, a segunda e Maria
de Lourdes, a última.
João: Fique tranquila. Vou pedir para a assistente social do Hospital para escrever.
Mariana: Numa coisa você acertou, escolheu um ótimo pai para as minhas netas.
Maria: O melhor do mundo.
Maria: Quando a mamãe conheceu o papai foi uma revolução dentro de nós. Primeiro a gente se estranhou, o que já
era o sinal que a gente não era as mesmas pessoas… E o tempo passou e as nossas brigas se transformaram
em amor!
Maria Vitória: Aí, vocês se casaram.
Maria de Lourdes: E teve a gente.
Maria de Fátima: E foram felizes para sempre.
Mariana: ( Olha para sua filha de rabo de olho ) É, foi quase assim, né, Fia?!
Maria: Sim. Agora vamos dormir.
Mariana: Ora, Fia, o seu pai se arrependeu… O tempo é o senhor da razão.
Maria: Quem bate esquece, quem apanha, não.

Autor: Laercio Lucena


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *