As Filhas de Maria Cap. 1

Este primeiro Capítulo está envolvente:

Maria era moça faceira… Toda bela e educada. Mais parecia uma princesa e era assim que sua família a chamava: princesa Maria.
Maria: Bom dia, Pe. Juarez. A missa não está atrazada?
Pe. Juarez: Tem razão. Mas como ainda não chegou ninguém eu vou esperar um pouco.
Maria: Ora, ora vocês estão com cara de assustadas…
Carmem:É que todos estão tentando apagar o fogo na casa de Paulina. Viemos avisar o contra-tempo.
Pe. Juarez: Então sucedeu uma tempestade de fogo na minha paróquuia. Vou rezar e pedir a misericordia divina.
Maria: Vamos todas rezar com o senhor.
Todos: Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós os pecadores…
João: Enquanto vocês rezavam a gente apagava o fogo com água num balde. E pelo o estrago que ele ez ninguém se
saiu bem.
Maria: João, pare de blasfemar… Deus ajudou que ninguém se queimou… Podia ser pior.
João: Essa bondade divina eu dispenso.
Etelvina: Respeitem a casa de Deus e parem de brigar!
Isso ainda vai terminar em casamento…
Carmem: Hoje, está um dia abençoado. Amanhã tem missa na igreja do Pe. Juarez.
João: A minha luta já é uma oração.
Maria: Não começa que hoje estou sem paciência.
Carmem: É como já foi dito isso ainda vai terminar em casamento.
Maria: Ainda estamos no começo do namoro… Ainda não pensamos em casar.
João: Então, eu vou aproveitar e te pedir em noivado para os seus pais hoje mesmo? Você aceita?
Maria: Não sei. Preciso pensar é uma decisão muito séria.
João: Ora, você não me ama, princesa?! Já namoramos há alguns meses.
Maria: Me chamando pelo meu apelido de criança… Assim você me conquista.
Carmem: Aceita, Maria. Eu que não dispensava a benção de um galã desse.
Maria: Assim vai por ele a se perder de convencimento.
João: E então, quer ou não que eu peça a sua mão em casamento, hoje?
Maria: Mas não era em noivado??
João: Na prática dá no mesmo.

Autor: Laercio Lucena


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *